quarta-feira, março 02, 2011

O que seria do Inter sem a Globo?

Publicado no blog Limpo no Lance.

Vendo essa disputa ferrenha pelos direitos de transmissão do Brasileiro, é possível chegar à conclusão de que o Clube dos 13 está morrendo justamente pela causa que os uniu durante tanto tempo: o dinheiro no caixa. O resto sempre foi o resto. Por isso o Clube dos 13 fracassou na promessa do seu discurso inicial, que pregava a moralização do futebol brasileiro. Os dirigentes continuaram atrás da grana, e no mais das vezes pouco se importaram com as barbaridades que se avolumaram no noticiário esportivo (e policial) ao longo dos anos. E como o dinheiro virou o único motivo, quando a briga é por dinheiro parece que as razões para andarem juntos foram pelos ares.
Pois bem, mas o assunto aqui é como ficaria o Inter se a Globo não tivesse mais o direito de transmissão de seus jogos.
É inegável que a Globo tem alcance brutalmente superior ao máximo que a Record pode oferecer. A Globo tem maior audiência, dita moda, tem padrão de produção e respeita a grade de horários.
Mas talvez os clubes do eixo Rio-SP tivessem muito mais a perder caso a Globo saísse derrotada da queda de braço.
O maior benefício que o Inter tem com a transmissão de seus jogos para o Rio Grande do Sul é o dinheiro. Se a transmissão passar para outro canal, a maior prejudicada será a RBS, pois o Estado inteiro mudará de canal.
Mas e a exposição na mídia nacional?
É claro que o Inter precisa de exposição na mídia nacional, mas o que hoje lhe é proporcionado pelas grandes redes não é algo determinante para optar-se por uma ou outra televisão. Nem mesmo em Santa Catarina o Inter consegue ter boa exposição na TV, e olha que há muitos colorados no Estado.
No âmbito nacional, transmitem-se jogos do Inter quando times do eixo Rio-SP vêm a Porto Alegre. Mas o interesse mesmo das redes nacionais são os times do centro, e esses precisam demais da exposição nacional, pois ao longo do tempo tornaram-se times considerados nacionais.
Assim, para o Inter perder a Globo certamente não lhe tiraria a audiência no Rio Grande do Sul, e talvez um bom acordo pudesse garantir que afiliadas transmitissem os jogos do Colorado para o interior de Estados como Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso, locais onde a torcida vermelha tem potencial de expansão.
Em suma, para o Inter o mais importante seria ter mais dinheiro. Não importa qual emissora. Quem desse mais que levaria a transmissão. Já que a Globo nunca dará ao Inter mais espaço do que dá atualmente, a projeção nacional não pode ser o principal objetivo do clube quando negocia o direito de transmissão.
Para finalizar, se a transmissão na Globo é fundamental para divulgar o clube, como se explica o fato de que uma década de títulos não garantiu ao Inter um grande patrocinador de fora do Rio Grande do Sul?
Em suma, sem a Globo o Inter continuará sendo o Inter de sempre, e talvez até melhor se alguma outra emissora vier a colocar mais dinheiro em caixa. Com Globo ou sem Globo, o que importa é aumentar a receita.

DESTAQUES

ESPECIAL DO CENTENÁRIO:
História Colorada e Fotos Antigas

ENTREVISTA: Delegado Poppe

O INTER NA REVISTA PLACAR

POESIAS COLORADAS


 Clique aqui para adicionar o Supremacia Colorada ao seu leitor de RSS favorito!

ASSINATURA

Receba diariamente o Supremacia Colorada em sua caixa postal!

Cadastre seu e-Mail aqui!

Ou adicione direto ao Google Reader!
Clica Aqui!

CONTATO DIRETO


O Blog Supremacia Colorada é administrado por Tiago Vaz, Conselheiro do Sport Club Internacional. Para entrar em contato diretamente com o administrador do Blog, por favor envie um e-mail para blog.supremacia.colorada no gmail

Leitores e Amigos no Google+

COMUNIDADE


Participe da nossa comunidade no Orkut!

Translate

Marcadores