quinta-feira, abril 15, 2010

Irreconhecível. Inter só empata com Emelec e perde a liderança do grupo 5

Por: Bruno Rodrigues




Não foi nada fácil fácil assistir ao tropeço Colorado. O jogo era contra o último do grupo, que não havia somado nenhum ponto na competição e estava absolutamente fora da libertadores. Era contra um Emelec sem compromisso nenhum, que poderia surpreender e jogar mais solto, em busca dos gols, pois nada tinha a perder. Mas não foi. Fora a pressão que sofreu no final do primeiro tempo, o Inter foi superior.

Faltou foi vontade de vencer. Parecia que o zero a zero era um ótimo resultado para o Inter e que não estavamos perdendo a liderança do grupo. O time estavão apático, sem emoção. Alguns jogadores até que mostraram mais vontade, mas sem muita objetividade.

Foi uma noite pra esquecer. Definitivamente. Talvez tirar alguma lição. Talvez com esse resultado de hoje e com a obrigação de vencer o Deportivo na ultima rodada o time crie vergonha na cara e mostre um futebol condizente com a grandeza do Internacional.

No primeiro tempo o que vimos foi excesso de jogadas ofensivas pelo meio de campo. Assim não foi fácil conseguir chegar ao gol adversário. O time melhorou um pouco quando Walter resolveu abrir pelo flanco direito e dar opção ao pessoal do meio, que não vinha bem, não conseguia articular as jogadas a municiar o ataque.

Giuliano e Guinãzu foram os destaques colorado no primeiro tempo. Mais pela vontade que pelo futebol apresentado. Pelo menos demonstravam estar afim de jogo, pior era o restante da equipe que nem isso faziam.

Devido a falta de vontade Colorada, o Emelec se assanhou e botou pressão, fazendo Abbondanzieri trabalhar. Os ultimos dez minutos da primeira etapa foram aterrorizante. O Emelec atacava e o Inter não se encontrava. Pois, em momentos de pressão do adversário é que o time mostra o quanto tá preparado para superar a adversidade e demonstrar auto-controle, devendo ao menos encaixar um ou outro contra-ataque, sendo que se marca um gol desestabiliza completamente o adversário e o time cresce.

Na segunda etapa o time melhorou. Porém, não demonstraram que tinham voltado para ir em busca de gols e garantir os três pontos. A única coisa que demonstraram foi uma comodidade com o placar. Estavamm satisfeitos com o empate e foi feita a vontade do time.

Perdemos mais dois pontos. Não tem mais chance de ser o melhor da fase de grupos. Estamos com a classificação ainda por confirmar. Ainda bem que dependemos só de nossas próprias forças. É vencer ou vencer.

Agora é pensar no Gauchão. Temos uma final pela frente - Como se a partida diante do Deportivo Quito, na próxima quinta, não fosse uma final. Mas vamos pensar nisso após a conquista do segundo turno do Gauchão. Neste domingo, às 16h, enfrentaremos o Pelotas, no Gigante. É vencer pra dar moral e embalar de vez - tomara que sim - na Libertadores.

DESTAQUES

ESPECIAL DO CENTENÁRIO:
História Colorada e Fotos Antigas

ENTREVISTA: Delegado Poppe

O INTER NA REVISTA PLACAR

POESIAS COLORADAS


 Clique aqui para adicionar o Supremacia Colorada ao seu leitor de RSS favorito!

ASSINATURA

Receba diariamente o Supremacia Colorada em sua caixa postal!

Cadastre seu e-Mail aqui!

Ou adicione direto ao Google Reader!
Clica Aqui!

CONTATO DIRETO


O Blog Supremacia Colorada é administrado por Tiago Vaz, Conselheiro do Sport Club Internacional. Para entrar em contato diretamente com o administrador do Blog, por favor envie um e-mail para blog.supremacia.colorada no gmail

Leitores e Amigos no Google+

COMUNIDADE


Participe da nossa comunidade no Orkut!

Translate

Marcadores