sexta-feira, abril 02, 2010

24 times com melhor aproveitamento entre 1945-2000

Dos 24 times com aproveitamento mais significativo em jogos difíceis no período 1945-2000, dois terços, 16, 66,7%, são do eixo Rio-São Paulo. Um terço, 33,3%, 8, são do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais (7), com o Bahia do final da década de 50 representando o nordeste. É significativo que metade dos "esquadrões" esteja concentrada nos anos 60 e 70. Seis em cada década, 12 neste período! O Vasco que ficou conhecido como "Expresso da Vitória" e o Palmeiras Campeão da Copa Rio ficam como os dois representantes da época em que o mundo se repensava, após a Segunda Grande Guerra. Nos anos 80, nenhuma equipe alcançou os 60% de aproveitamento, pelos critérios atuais. A década de 90 volta ao padrão dos anos 50, com cinco timaços. Vamos à lista!

1. Santos (1960-65): 209/291 pontos, 71,8% de aproveitamento em 97 partidas. Aqui revisamos nossos dados - desconsiderando dois empates, onde o maior conjunto de todos os tempos esteve com quase totalidade de reservas - e chegamos a estes números, elevando o que na pesquisa original havia sido encontrado. O time que deu à História do Futebol Zito, Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe, dispensa maiores apresentações. Caberia acrescentar que sua performance seria ainda mais espetacular com os critérios atuais de pontuação, pois vencia quase sempre, com ampla superioridade, e raramente empatava. Para lembrá-lo:

www.youtube.com/watch?v=5Dw8TWMJilK (Benfica 2 X 5 Santos, Decisão Intercontinental, 1962, em Lisboa, sendo que o Peixe só precisava do empate.....)
www.youtube.com/watch?v=WGZZieRIQ7w (Alemanha 1 X 2 Brasil, com oito jogadores do Santos.....amistoso de 1963, com primeiro e segundo tempo disponíveis no Youtube!)
www.youtube.com/watch?v=4uRfiSUrQXc8feature=PlayList8p (Santos X Vasco, decidindo a Taça Brasil de 1965.....)
O Youtube dispõe ainda do tape completo (infelizmente com baixa qualidade de imagens....) da vitória decisiva do Santos sobre o Boca Jrs, por 3X2, na Taça Libertadores da América!

2. Internacional (Seg.Semestre/1974-1976): 115/165 pontos, 69,6% de aproveitamento, em 55 partidas. Curiosamente, o mesmo número de jogos dos "esquadrões" cruzeirenses!
O que mais impressiona na análise do Inter que ganharia três campeonatos regionais (fechando a série do Octa) e Dois Campeonatos Brasileiros é que no Gauchão de 1974, por exemplo, só estão computadas duas vitórias em grenais.....das 18 consecutivas que o Colorado conseguiu, com 100% de desempenho. Nenhuma competição foi descartada, neste caso. Lembremos que as performances foram verificadas nas disputas em que os "esquadrões" alcançaram ótimas colocações, a não ser quando o número de jogos mínimos além-divisa não era atingido (ver critérios nos textos anteriores). O Time que consagrou Figueroa, Falcão, Paulo César Carpegiani, o grande técnico Rubens Francisco Mineli, além do jogador símbolo Valdomiro (que passou de atleta vaiado a ponta-direita com nível para jogar na Seleção Brasileira), é até hoje o Campeão Brasileiro de melhor performance, pela campanha de 1976. Apenas duas vitórias no interior gaúcho estão na amostra: contra o Caxias, decidindo um turno em 1975 e o Juventude, em 1976, pois foi a primeira partida, após a refundação do clube que aprontaria algumas para cima do Colorado duas décadas mais tarde. Para lembrar o Conjunto que uniu força e arte, contribuindo para mudar conceitos no nosso futebol:
www.youtube.com/watch?v=waFQwcLYjl8 (Fluminense 0 X 2 Internacional, gols da semifinal do Brasileirão 1975.....)
www.youtube.com/watch?v=hYodKLQgMWo (Internacional 1 X 0 Cruzeiro, compacto sensacional da decisão do Brasileirão 1975, que mostra como o jogo não ficou só marcado pelas defesas de Manga dos chutes de Nelinho....os dois times criaram chances de gol, protagonizando um duelo decidido no detalhe....)
www.youtube.com/watch?v=8-YpTsnPGPs (Internacional 2 X 1 Atlético-MG, gols da virada na semifinal do Brasileirão 1976, com o gol de Falcão tido por muitos como o mais belo, sob o prisma do trabalho coletivo, da história do Campeonato Nacional.....)
www.youtube.com/watch?v=TnK2o2D-CUg (Internacional 3 X 1 Grêmio, gols de uma virada que todos no Beira-Rio sabiam que ia acontecer.....dos 15 clássicos jogados contra o rival no período, o Colorado ganhou 2/3, com um triunfo na prorrogação da partida decisiva do Gauchão 1975 e em um amistoso, não incluído na amostra. Esta vitória é do Brasileirão 1976.)

3. Palmeiras (1993-1994): 179/258 pontos, 69,3% de aproveitamento em 86 partidas. O Verdão da Era Parmalat teve realmente um desempenho espetacular, principalmente, no Brasileirão 1993. Foi um Bi-Campeão, neste quesito, claramente superior à Segunda Academia. Consagrou César Sampaio, Edmundo e Evair, além de afirmar o treinador Wanderley Luxemburgo. Fácil encontrar suas imagens no Youtube:
www.youtube.com/watch?v=EXLpnETVlGM (Palmeiras 2 X 0 São Paulo, em 1993, com show de César Sampaio....no Brasileirão!)
www.youtube.com/watch?v=HVzcoaC4JFU0NR=1 (Palmeiras 2 X 0 Vitória, decisão do Brasileirão de 1993....)
www.youtube.com/watch?v=Cld1zrLZCNE&Feature=related (O sensacional triunfo sobre o Corinthians, na decisão do Brasileirão 1994.....)

4. Corinthians (1951-1954): 108/156 pontos, 69,2% de aproveitamento em 52 partidas. A primeira grande surpresa da lista. O conjunto que afirmou o grande goleiro Gilmar, além dos atacantes Cláudio e Baltazar, foi vencedor no Torneio Rio-São Paulo, na Copa internacional de clubes em que venceu duas vezes o Barcelona (vitórias que entraram na amostra....) e no badalado Paulistão de 1954, depois do qual viria um longo jejum. Seu desempenho nos clássicos contra os grandes do estado e a Portuguesa foi realmente espetacular. Para lembrar aquele Coringão, parecem ter sobrado poucas imagens em movimento:
www.youtube.com/watch?v=yX202cpZRQ0 (Corinthians 1 X 1 Palmeiras, com conquista assegurada do Campeonato Estadual do ano marcado pelo suicídio de Getúlio Vargas.....)

5. Cruzeiro (1965-69): 114/165 pontos, com 69,0% de aproveitamento, em 55 partidas.
O timaço que deu ao Brasil Wilson Piazza, Dirceu Lopes, Natal e Tostão, curiosamente teve seu melhor Robertão quase sem o craque consagrado na Copa de 1970 e hoje comentarista, pelo problema no olho, em 1969. Com o Internacional Bi-Campeão Brasileiro é o conjunto mais marcante de fora do eixo Rio-São Paulo. Não sei qual foi o melhor dos dois. Era mais significativo vencer o América-MG nos anos 60 do que o Caxias e o Juventude, certamente, pela tradição do Coelho.
Aquele Colorado, com talento e imposição física, ostenta um aproveitamento contínuo superior, e venceu mais competições nacionais, por outro lado.
Curiosamente, este Cruzeiro teve desvantagem no total de jogos com o Inter da época como o Timaço de Falcão e Cia. ficou contra a Raposa em 1975-76. Para lembrar o momento de consagração daquele Cruzeiro, goleando o Santos de Pelé, já em transição para outro momento:
www.youtube.com/watch?v=mFTGERCe7AQ (Cruzeiro 6 X 2 Santos, Santos 2 X 3 Cruzeiro, com alguns gols mostrados neste vídeo, que recorda as históricas finais da Taça Brasil 1966.....)

6. Botafogo (1961-63): 92/135 pontos, 68,1% em 45 partidas. O timaço de Nílton Santos, Didi (de volta do Real Madrid), Amarildo, Garrincha e Zagalo, teve talvez o grande azar histórico de ser contemporâneo do Santos de Pelé. Porém, inegavelmente, protagonizou grandes jogos contra o Peixe daquela época, e eternizou o clássico, ainda que não tenha vencido uma Taça Brasil, afirmando-se apenas no Torneio Rio-São Paulo. Um triunfo espetacular do "esquadrão", que também afirmou o goleiraço Manga (o qual tb brilharia no Inter, como Gilmar faria História no Corinthians e no Santos):
www.youtube.com/watch?v=3uPCfdMjDxQ (Botafogo 3 X 0 Flamengo, no campeonato carioca de 1962.....também no Youtube se encontram várias jogadas de Mané Garrincha....)

7. São Paulo (1991-93): 196/294 pontos, 66,7% em 98 partidas. O "esquadrão" campeão brasileiro, bi da América e intercontinental, consagrou definitivamente o treinador Telê Santana, aifrmando ainda Raí, Cafu e Müller. Se alguém tinha dúvidas sobre a altíssima qualidade daquela equipe, esta análise acaba definitivamente com elas. Há material abundante no Youtube:
www.youtube.com/watch?v=SKHBDK7W_CB (São Paulo 5 X 1 Universidad Catolica, decisão da Taça Libertadores da América....)
www.youtube.com/watch?v=hFJ8CNIs63I (Milan 2 X 3 São Paulo, fechando o período como melhor time do planeta.....)

8. Vasco da Gama (1945-50): 107/162 pontos, 66,04% em 54 partidas. O Expresso da Vitória consagrou Danilo, Friaça e Ademir Menezes, o Queixada. Foi o primeiro time brasileiro a ganhar um torneio continental, o Sul-Americano de 1948, e manteve hegemonia no futebol carioca em sua época. O mais antigo "esquadrão" na lista. Infelizmente, parece que não mais existem imagens em movimento desta equipe.

9. Atlético-MG (1976-78): 103/156 pontos, com 66,02% de aproveitamento em 52 partidas. O time que tinha Toninho Cerezo, Paulo Isidoro e Reinaldo, surpreendeu por alcançar performance claramente superior ao que veio depois, com o ponta-esquerda Éder, e que protagonizou grandes embates com o Flamengo de Zico. O Galo teve desempenho espetacular no Brasileirão 1977, terminando a competição invicto. Infelizmente, a fórmula previa decisão por penalidades máximas na final, (perdida assim contra o São Paulo) e não valorizava o melhor retrospecto.
O video-tape da decisão fatídica para os atleticanos está no Youtube, mas vamos apontar uma lembrança melhor:
www.youtube.com/watch?v=tQulGrYoNiY (Atlético-MG 3 X 1 Grêmio, no Brasileirão 1977, quando era o tricolor gaúcho que contava com Éder e outros ótimos jogadores, na equipe montada por Telê Santana.....)

10. Fluminense (1969-71): 85/132 pontos, com 64,4% de aproveitamento em 44 partidas. Outra grande surpresa na lista. Cabe lembrar que aquele tricolor carioca foi campeão brasileiro (quando serão reconhecidos os Robertões e as Taças de Prata pela CBF?) no ano em que o país apresentou, talvez, o melhor futebol de todos os tempos em uma Copa. O Flu de 1970 consagrou o goleiro Félix, Samarone, Flávio e Lula (atacantes que também brilharam no Internacional Bi-Campeão Brasileiro os dois últimos.....). Para lembrar um pouco desta eficiente equipe, e a prosa de seu ilustre e talentoso torcedor Nelson Rodrigues:
www.youtube.com/watch?v=h626KkrSh4Q (Fluminense 3 X 2 Flamengo, pelo campeonato carioca de 1969, com gol decisivo do gaúcho Flávio Minuano.....)

11. Palmeiras (1972-74): 191/297 pontos, 64,3% em 99 partidas. A "Segunda Academia" do Verdão consagrou Luiz Pereira, Ademir da Guia e Leivinha. É tida como melhor equipe da História do clube paulista, e sua trajetória talvez só não tenha sido mais brilhante porque foi muito exigida, com uma das maiores quantidades de partidas entre os "esquadrões" desta lista. Seu Bi-Campeonato nacional é facilmente recordado via Youtube:
www.youtube.com/watch?v=LGdShPYzQsg8NR=1
www.youtube.com/watch?v=Twl7bFtmwQ88NR=1 (Os vídeos mostram um pouco da campanha no Brasileirão 1973....)

12. Bahia (1958-60): 76/120 pontos, com 63,3% de aproveitamento em 40 partidas. Certamente, o time que consagrou Alencar (o "Pelé do Nordeste") é o menos conhecido entre os "esquadrões", mas será para sempre lembrado como primeira equipe a arrebatar uma competição nacional no país do futebol. O Ipiranga, como equipe de bom desempenho recente no campeonato baiano, naquele período, protagonizou os clássicos da amostra contra este tricolor da Boa Terra, junto com o Vitória. Lamentavelmente, não se encontram imagens em movimento do Campeão da Taça Brasil de 1959....contra um Santos de Pelé (ausente por lesão no momento decisivo) rumando para as formações que o consagrariam como maior "Onze" da História.

13, Botafogo (1967-69): 87/138 pontos, 63,04% de aproveitamento em 46 partidas. O time que consagrou Gerson, Jairzinho e Paulo César Lima, além do treinador Zagalo, faturou a Taça Brasil de 1968. Fechou uma época inesquecível para os botafoguenses e marcou fortíssima presença na mítica Seleção Brasileira de 1970. Para recordar este "esquadrão":
www.youtube.com/watch?v=PQ7HJGP432U (Botafogo 4 X 0 Vasco, em 1968.....)

14. Flamengo (1980-82): 166/261 pontos, 63,6% de aproveitamento em 87 partidas. O timaço que consagrou Júnior, Andrade, Adílio, Zico e Nunes obteve espetacular aproveitamento no Brasileirão de 1980 (quando Paulo C. Carpegiani ainda era jogador e não técnico), mas sua performance mais baixa do que talvez se esperasse é devida aos clássicos nos campeonatos regionais. Especialmente o Fluminense fazia frente ao melhor rubro-negro de todos os tempos. Não há dúvidas, entretanto, de que o futebol que jogou foi espetacular. Para recordá-lo:
www.youtube.com/watch?v=Z10jYZlzQMQ (Flamengo 6 X 0 Botafogo, no Campeonato Carioca de 1981....)
www.youtube.com/watch?v=dzQToLYpTc (Flamengo 3 X 0 Liverpool, faturando a Taça Intercontinental de 1981, com show de bola....)

15. Corinthians (1998-2000): 195/312 pontos, 62,5% de aproveitamento em 104 partidas. É o "esquadrão" com mais jogos disputados desta lista. O timaço de Gamarra, Vampeta, Rincón e Marcelinho Carioca, foi o primeiro Campeão do Mundo reconhecido pela Fifa, após faturar o Bi-Campeonato nacional. Para recordar sua trajetória:
www.youtube.com/watch?v=ZhaQFxCjtZE (A campanha no Torneio Mundial, um tanto experimental, é verdade, promovido pela Fifa no começo do último ano do Século XX.....)

16. Santos (1967-69): 107/171 pontos, 62,5% de aproveitamento em 57 partidas. A mesma performance do Coringão do final da década de 90, mas com menos jogos. O Segundo Santos de Pelé teve como destaques Carlos Alberto, Clodoaldo e Edu. Ganhou o Robertão de 1968, o primeiro campeonato nacional organizado pela então CBD, além da Recopa Continental. Para recordar o outro grande "esquadrão" do Peixe:
www.youtube.com/watch?v=0yFhMyiy-Hs (Santos 3 X 0 Palmeiras, gols do jogo disputado pelo quadrangular decisivo do campeonato nacional do ano marcado pela revolta dos estudantes na França, a Primavera de Praga na Tchecoeslováquia, os protestos contra a ditadura e o lançamento do terrível ato institucional número 5 no Brasil....)

17. Cruzeiro (1975-77): 103/165 pontos, 62,4% de aproveitamento em 55 partidas. O timaço que consagrou Nelinho, Palhinha e Joaozinho, incorporou o "Furacão da Copa de 70", Jairzinho, para se tornar o Campeão da Taça Libertadores da América de melhor performance até hoje, em 1976. Claro que há mais momentos marcantes naquela trajetória além do famoso 5X4 no jogaço com o Internacional na estréia, no Mineirão:
www.youtube.com/watch?v=Z9iMKS_KA0A (Cruzeiro 4 X 1 Olímpia, um show de futebol na primeira fase do torneio continental....)
www.youtube.com/watch?YBeTQ5YnxTo (O momento decisivo nas finais contra o River Plate, aliás, apontado por muitos argentinos como o melhor time que um clube do país vizinho já formou! O que não é pouco....)

18. Palmeiras (1963-1968): 189/306 pontos, 61,7% de aproveitamento em 102 partidas. A "Primeira Academia" do Palmeiras marcou época em São Paulo e em 1967 faturaria a Taça Brasil e o primeiro Campeonato Nacional. Revelou Dudu, Ademir da Guia e César, contando também com o consagrado lateral Djalma Santos. Alcançou o vice na Taça Libertadores da América em 1968. Para recordar aquela grande equipe:
www.youtube.com/watch?v=oXWHFrUKVz0 (Palmeiras 2 X 1 Grêmio, na última rodada do Robertão 1967, com a ressalva de que o tricolor gaúcho estava desmotivado em função de um eventual triunfo em São Paulo ajudar o tradicional adversário.....)
19. Internacional (1952-1956): 57/93 pontos, com 61,2% de aproveitamento em 31 partidas. O Inter montado pelo famoso treinador gaúcho Teté é o conjunto com menos jogos desta lista. Consagrou Oreco, Salvador, Bodinho e em um segundo momento Larry. Três dos embates da amostra são com a camisa da Seleção Brasileira campeã no Pan-Americano do México em 1956, quando sete dos 10 jogadores de linha pertenciam ao Colorado, além do técnico. Foram duas vitórias contra a Costa Rica (na época capaz de bater seleções de nível médio da América do Sul) e o México, além de um empate que garantiu o título contra a Argentina. Também ficou na lista por ceder toda a equipe que disputou o Brasileiro de Seleções em 1952. Quando foi eliminada pelos paulistas, perdendo por 5X1, um fator foi decisivo: Baltazar lesionou o zagueiro Florindo, na altura em que o escore era 2X1, não importa se propositalmente ou não. A crônica do jogo menciona que o placar não seria elástico se o defensor continuasse em campo. Antes, o Inter havia passado pelas seleções do Pará e da Bahia. No primeiro jogo das semifinais, os paulistas impuseram, com dificuldades, 3X2 no antigo estádio dos Eucaliptos. O famoso Gre-Nal de inauguração do Olímpico (com um torneio contra equipes do Uruguai) vencido por 6X2 pelo Colorado, em 1954, também entrou na amostra. Como referi em outra ocasião, no Blog, há imagens da Seleção Gaúcha em 1956 no Pan-Americano, mas elas não estão disponíveis no Youtube.

20) Fluminense (1975-76): 115/189 pontos, 60,8% em 63 partidas. O timaço de Gil e Rivelino teve seus confrontos difíceis nos dois brasileirões ganhos pelo Internacional levados em conta, pela semelhança de desempenho. Só faturou campeonatos cariocas, mas jogou um grande futebol. Para recordar aquele tricolor:
www.youtube.com/watch?v=tpQ2KDk13Cc (Fluminense em clássicos na temporada de 1975....)

21) Palmeiras (1950-52): 73/120 pontos, 60,8% em 40 partidas. O time que tinha Jair da Rosa Pinto faturou o Torneio Rio-São Paulo e a controversa, sob o prisma do significado histórico, Copa Rio. Confira a narração radiofônica dos gols da final (2X2) contra a Juventus, que fornece argumentos tanto a favor quanto contra a tese de que a competição merecia ser considerada o primeiro mundial de clubes: www.youtube.com/watch?v=zXvCXlFPBns

22) Vasco da Gama (1997-98): 120/198 pontos,60,6% em 66 partidas. A equipe de Mauro Galvão e Juninho Pernambucano, com diferentes jogadores "rodados" em suas formações, (Edmundo, Donizete e Luizão) faturou o Brasileirão e a Taça Libertadores da América em seqüência. Para recordar o ótimo time carioca, que teve o azar de encarar o Real Madrid na disputa da Taça Intercontinental:
www.youtube.com/watch?v=9dJM0ocmlJ9 (Especial "O Dia" - Vasco Campeão da América)

23) Grêmio (1995-96): 114/189 pontos, 60,3% de aproveitamento em 63 partidas. A equipe de Adílson, Roger, Paulo Nunes e Jardel (que foi substituído por Zé Alcino no Brasileirão 1996) jogou um futebol altamente competitivo e de ótimo nível. Superou em desempenho o São Paulo e o Flamengo de meados da década de 80, por exemplo. O detalhe é que pelos critérios para montar nossa amostra não teve nenhum jogo descartado no Campeonato Nacional que venceu. Com sua primeira formação, só perdeu para um grande Ajax nas penalidades máximas. Lembre o tricolor gaúcho montado pelo consagrado técnico Luiz Felipe Scolari:
www.youtube.com/watch?v=l2sgYC2TPIc (Grêmio 3 X 1 Nacional-COL, final da Copa Libertadores da América 1995)
www.youtube.com/watch?v=Gh68oPFyGbwfeature=PlayList&p=6DBADE3BCBG1D7EE&playnext (Ajax 0 X 0 Grêmio, compacto da decisão da Taça Intercontinental....)
www.youtube.com/watch?v=TAUJRJT2YM8 (Grêmio 5 X 0 Atlético-MG, pelo Brasileirão 1996....)

24) Grêmio (1957-60): 65/108 pontos, 60,1% de aproveitamento em 36 partidas. O Grêmio montado por Osvaldo Rolla ganhou títulos numa época em que o campeonato gaúcho, em sua fase metropolitana, tinha equipes de bom nível competitivo:o Renner - o qual em 1957, quando o "esquadrão" tricolor ganhou a forma que o consagraria, ainda conservava jogadores campeões estaduais em 1954 - e o Aimoré, que revelaria Mengálvio, consagrado no Santos de Pelé. Até os anos 90, quando apareceu o conjunto organizado por Felipão, esta equipe fornecia oito jogadores para as seleções gremistas de todos os tempos escolhidas por torcedores mais antigos e jornalistas! Airton e Gessy eram seus craques. Este último barbarizou na primeira vez em que o Boca Jrs. foi derrotado na Bombonera (pela importância histórica, um dos dois amistosos incluídos na amostra, juntamente com o empate com a seleção uruguaia também no começo de 1959....), quando o time gaúcho impôs um 4X1, e o ponta-de-lança marcou todos os gols. Veja os de um Gre-Nal vencido por virada em 1958, com grande atuação do centroavante Juarez, no antigo estádio do Colorado:
www.youtube.com/watch?v=aUwh/MnLGWo (Internacional 1 X 2 Grêmio, clássico que fechou o primeiro turno da fase metropolitana do Gauchão, em agosto do ano em que o Brasil faturou pela primeira vez uma Copa do Mundo......)
Cabe ainda a ressalva de que à Taça Brasil de 1959 (quando obteve ótimo desempenho, vencendo os Atléticos do Paraná e de Minas Gerais, perdendo para o Santos na Vila Belmiro e empatando aqui com arbitragem muito contestada....) foi acrescentado o torneio de 1960, para que tivesse considerado o número mínimo de jogos "além-divisa".

O Palmeiras sai como clube com maior número de "esquadrões" entre os mais marcantes nos quesitos que apresentamos. Um em cada seis "onzes" marcantes foi formado pelo Verdão paulista. Acreditamos que propiciamos aos pesquisadores do nosso futebol uma visão ampla, tanto sobre equipes que se destacaram regionalmente, como sobre aquelas que ganharam o país e o mundo. Não por acaso, conquistas em copas coincidem com períodos em que o Brasil teve um número significativo de "Onzes" muito fortes, na segunda metade do Século XX.

Os melhores, na minha opinião? O Primeiro Santos de Pelé, o Botafogo do começo dos anos 60, o Flamengo do início dos anos 80, o Internacional Bi-Campeão Brasileiro, o Cruzeiro da década de 60, o Palmeiras da Era Parmalat, o São Paulo do começo da década de 90, o Vasco dos anos 40, a Segunda Academia do Palmeiras e o Cruzeiro pela primeira vez Campeão da América. Esta a "dezena seleta" que eu escolheria. E os leitores? Penso que os dados tornam a eleição apenas menos difícil! Experimentem!

Fontes: Site da RSSF Brasil
Edições antigas dos Jornais Correio do Povo e Diário de Notícias, pesquisados no Museu Hipólito José da Costa, em Porto Alegre
"A história dos grenais". Obra dos jornalistas Nico Noronha, David Coimbra e Mário M. de Souza. Editora artes & ofícios.
Postado por Marcelo Dorneles Coelho

DESTAQUES

ESPECIAL DO CENTENÁRIO:
História Colorada e Fotos Antigas

ENTREVISTA: Delegado Poppe

O INTER NA REVISTA PLACAR

POESIAS COLORADAS


 Clique aqui para adicionar o Supremacia Colorada ao seu leitor de RSS favorito!

ASSINATURA

Receba diariamente o Supremacia Colorada em sua caixa postal!

Cadastre seu e-Mail aqui!

Ou adicione direto ao Google Reader!
Clica Aqui!

CONTATO DIRETO


O Blog Supremacia Colorada é administrado por Tiago Vaz, Conselheiro do Sport Club Internacional. Para entrar em contato diretamente com o administrador do Blog, por favor envie um e-mail para blog.supremacia.colorada no gmail

Leitores e Amigos no Google+

COMUNIDADE


Participe da nossa comunidade no Orkut!

Translate

Marcadores