segunda-feira, junho 08, 2009

Blogosfera Adversária: Cruzeiro

ANÁLISE: Cruzeiro Esporte Clube 1 X 1 Sport Club Internacional

Por: Dom Joker

"Voltei do Mineirão faz quatro horas e nesse tempo revi o jogo pela internet.
Porém antes de desfrutar desse espaço no Blog do LC...

Árbitro de futebol, também chamado de juiz: Alguém que deve fazer com que as regras, as leis do futebol sejam obedecidas, punindo que não as cumpre em benefício dos que se utilizam dessas para que vençam uma partida de futebol... Acredito que não sei muito bem se é isso mais...
Foi inacreditável, foi imoral, foi um completo e total absurdo! Mal consigo recordar quantos lances o juiz errou, errou não, pois parecia algo premeditado, parecia que o “homem de preto” estava realmente mal intencionado.
Moçada, curto muito futebol, mas jogos assim me fazem desacreditar que não existem “forças obscuras”, que não existe algo de corrupto nessa bandidagem que anda sendo as arbitragens dos jogos do Cruzeiro.
(Peço desculpas pelas reclamações e xingamentos, mas como o espaço cedido pelo LC para mim deve ser respeitado, não irei pronunciar os verdadeiros adjetivos dos quais eu gostaria de qualificar o senhor que não desejo nem pronunciar o nome que deveria ter comandado um jogo muito bom de futebol, devia...)

Bom, enfim futebol, afinal, depois que errei a previsão contra o SPFC quando o Muricy mudou a escalação e acabou resolvendo o jogo a seu favor, me dediquei mais a coletar informações corretas e contei justamente com a mente simples e prática do Tite que acabou por entrar com a equipe que eu tinha citado no meu blog.
Cruzeiro e Internacional entraram em campo com propostas completamente diferentes, o Cruzeiro procurava atacar, pressionar o time alvirrubro principalmente pelo meio com Wagner e Kleber, e sentindo muito a falta do rápido Ramires.
Já o Inter explorava os contra-ataques com a velocidade de Taison e Andrezinho e os passes precisos de Magrão e Guiñazu.
O Internacional com muita sorte, e com a “ajuda”, do juiz abriu o marcador em um lance irregular. Kleber sofreu falta que o juiz não deu e o Inter conquistou um escanteio onde Magrão (como eu tinha alertado em meu post sobre o Colorado) subiu sozinho e abriu o placar no Gigante da Pampulha.
Após o gol, Tite recuou ainda mais a equipe e o Cruzeiro pressionava muito pelas laterais, porém sem muita efetividade. Wagner apoiava pela esquerda juntamente com G. Magrão, já Jancarlos (péssimo) não acertava passes, dribles, cruzamentos nem nada que tentava, a não ser uma falta onde mandou a bola na trave.
Jogando nas costas de Jancarlos o Internacional levava perigo, porém o Cruzeiro dominou o meio do campo com Fabrício na sobra e Marquinhos Paraná à frente dele, ambos acionando as laterais sempre que possível.
O Inter só parava o Cruzeiro com lances violentos e o árbitro não punia os jogadores e na maioria das vezes não marcava falta alguma, em um desses lances o Cruzeiro perdeu Kleber, expulso injustamente após ter sido agredido pelo ex-cruzeirense Lauro, que também foi expulso.
A pressão cruzeirense aumentou quando AB (que errou na escalação, porém acertou nas substituições) lançou Bernardo na equipe, sacando o volante Henrique que nem parecia estar em campo.
Bernardo e Wagner começaram a se revezar no ataque alviceleste ao lado de WP e o ainda assim o Cruzeiro não conseguiu concretizar o domínio em gol e no fim do primeiro tempo a torcida “homenageou” o “apitador” que estava conquistando uma vitória para o Internacional.
AB mexeu com o time no intervalo, AB mudou o esquema, colocou Zé Carlos e tirou Jancarlos (horrível). Assim passou a ter Bernardo aberto na direita, Zé Carlos pela esquerda mais enfiado na área e WP no centro do ataque. Wagner recuou um pouco e armava as jogadas desde o campo de defesa juntamente com Fabrício e MP.
A alteração logo deu certo e WP em um rebote dado pelo goleiro colorado, empatou o jogo.
Daí em diante o Internacional voltou a se postar bem, Guiñazu absoluto em campo congestionava a intermediária e se antecipava muito bem para puxar contra-ataques junto com Magrão.
Os ataques do Colorado começaram a incomodar o técnico Adilson, que tirou o cansado Wagner para entrada de Elicarlos que foi para a direita onde MP estava posicionado desde a saída de Jancarlos, daí em diante vi uma sucessão de erros.
Muitas vezes vi o Leonardo Silva apoiando como lateral direito, TH no “mano a mano” com Taison. Bernardo se escondia atrás da marcação. G. Magrão e Elicarlos não acertavam nenhum cruzamento. Zé Carlos não acertava nada (continuo com a mesma opinião, ele é péssimo), WP apenas esforçado e corria sozinho no ataque, Fabrício e MP candenciavam tanto o jogo que chegaram a tirar alguns torcedores “do sério”.
O Internacional cresceu um pouco no jogo e levava a partida como queria, Tite se utilizava de um esquema que era traduzido com uma linha de 4 zagueiros e outra linha de 3 volantes na altura da intermediária, os seus laterais não apoiavam e as saídas de bola com Guiñazu e Magrão para o perigoso Taison cada vez levava mais perigo.Ainda sim o Colorado continuava batendo muito, porém ou o juiz não dava a falta ou não punia os jogadores do Inter que faziam cera.
Assim o jogo chegou ao seu final, mantivemos a invencibilidade no Mineirão (28 partidas se não me engano...) e o Inter saiu com um sentimento de dever cumprido.

Bom, para terminar algumas observações:

1) Após o jogo Kleber, muito chateado e revoltado, reclamou muito da arbitragem que o tirou do jogo contra o Palmeiras, partida que ele disse que queria muito jogar (acredito que para provar que o Palmeiras perdeu um grande jogador) e afirmou que caso continue a “caça” ele não deverá continuar jogando no Brasil.
2) AB errou de novo na escalação e na disposição tática da equipe. O Internacional não apóia muito pela direita, tem um zagueiro jogando de volante e ele segurou muito o G. Magrão, liberando o Wagner pela esquerda e o Jancarlos pela direita. O Jonathan diz ter sentido dores, então acredito que deveria ter deslocado MP para direita e entrado com Bernardo no meio;
3) Falando em Bernardo, o rapaz não será bem aproveitado enquanto acharem que ele é atacante. Ele se destacou como camisa 8 no time juniores, na posição do Ramires. Então, não é hora de uma chance na posição correta?
4) Por favor, proíbam o Wagner de bater faltas, o Fabrício de arriscar chutes de longa distância e os laterais do Cruzeiro de ficarem cruzando bola na área onde o WP não tem altura nenhuma para disputar com os zagueiros (o Zé Carlos é “carta branca”);
5) A diretoria do Cruzeiro não pode aceitar mais passivamente os “erros” dos juízes, a atitude do Maluf após o jogo foi louvável e deve ser assim para pior sempre que nos sentirmos prejudicados;
6) Por último, se eu fosse o AB mudaria o esquema celeste, pois esse esquema que jogou ainda conta com um jogador com boa presença e boa velocidade para enfiadas de bola entre os laterais e os zagueiros da equipe. Enfim, colocaria a equipe com Bernardo e Wagner, Bernardo seria o Ramires na marcação e Wagner seria o Ramires nas infiltrações pela defesa adversária, contando que Bernardo tem excelente visão de jogo e qualidade no passe. Lembrando que não seria necessário alçar bolas na área e o Cruzeiro jogaria ainda mais ofensivamente.
Queria falar muito mais, acho que estou meio engasgado com algumas coisas e vejo que a equipe sem Ramires ou sem o Wagner não é tão boa assim."

Sem mais.

Dom Joker
Time do CARTOLA F.C.: FirenzeCelesti
ACIMA DE TUDO O CRUZEIRO!
"La Bestia Negra" - Nos resta apenas SP e GFBPA...
http://analisesdomjoker.blogspot.com
Análises técnicas e táticas sobre os próximos adversários celestes.



Nosso amigo Joker acertou em cheio nos seus comentários. Fez piada (joke) apenas ao afirmar que o Kléber foi expulso injustamente. Fala sério. O cara é o maior pá virada do futebol Brasileiro... com uma ficha corrida gigante... e a culpa foi do pacato e comportado goleiro Lauro?

No mais, considerei um grande resultado para o Inter! Empatou fora, todo desfalcado e se manteve na liderança do campeonato. Agora tem Vitória no Beira-Rio ... com certeza, vamos abrir mais um ou dois pontos de vangagem sobre o segundo colocado.

DALE INTER!
NADA VAI NOS SEPARAR!

DESTAQUES

ESPECIAL DO CENTENÁRIO:
História Colorada e Fotos Antigas

ENTREVISTA: Delegado Poppe

O INTER NA REVISTA PLACAR

POESIAS COLORADAS


 Clique aqui para adicionar o Supremacia Colorada ao seu leitor de RSS favorito!

ASSINATURA

Receba diariamente o Supremacia Colorada em sua caixa postal!

Cadastre seu e-Mail aqui!

Ou adicione direto ao Google Reader!
Clica Aqui!

CONTATO DIRETO


O Blog Supremacia Colorada é administrado por Tiago Vaz, Conselheiro do Sport Club Internacional. Para entrar em contato diretamente com o administrador do Blog, por favor envie um e-mail para blog.supremacia.colorada no gmail

Leitores e Amigos no Google+

COMUNIDADE


Participe da nossa comunidade no Orkut!

Translate

Marcadores